Tag Archives: frutas

Reportagem alerta sobre alimentação das crianças, iniciando pelos bebês!

1 abr

“A criança não tem o preparo adequado do seu intestino para filtrar os alimentos de uma forma adequada. Pelo contrário, quando estimulado inadequadamente, podem predispor o aparecimento de doenças futuras, é a doença celíaca, são as alergias alimentares, fruto da introdução inadequada do alimento precocemente”, disse Sérgio Sarrubbo, pediatra professor da USP-SP.

A matéria que saiu ontem no Fantástico chamou a atenção. Eu amamentei a Júlia com leite materno, exclusivamente, até os seis meses. A partir daí comecei a introduzir frutinhas e depois salgado. O que me deixou chocada foi escutar mães (“instruídas, com convênio, escolaridade…” – entenderam né?) dizer q aos dois meses o bb tomava leite de caixinha e ainda acrescentava farinha pra dormir a noite toda.

A outra mãe que aos 3 meses já dava papinha salgada de alimentos sólidos, sendo que o desenvolvimento intestinal e dos demais órgãos ainda não estão preparados nesta fase.

Algumas falaram que o pediatra é que dava o aval para introdução dos alimentos antes da hora certa.

ali

“- Fantástico: O biscoito doce pode ser colocado no leite, amassado e dar?
– Carolina dos Santos: Então, o biscoito doce ele tem açúcar. Só depois do primeiro ano de vida, dentro de uma alimentação balanceada.”

Todo cuidado é pouco. Vale para todas as idades! Precisamos respeitar os rótulos e as recomendações médicas evitando futuras predisposições ao aparecimento de doenças futuras.

Para assistir a matéria completa basta clicar aqui: FANTÁSTICO – ALIMENTAÇÃO

bjsss

Anúncios

Desejos atrasados?

29 jun

Nós sabemos que cada gestação é diferente uma da outra. Algumas com enjoos, outras não. Muito sono ou muita insônia… e por aí vai…

No post  MAMÃE SENTE MUITO (para ler é só clicar no título) eu falo exatamente como passei a maior parte da minha gestação – da magia ao caos – mas não citei sobre minha alimentação (no meu caso foi do avesso).

Durante a gestação dizem que comemos por dois, que sentimos fome o tempo inteiro, nosso estômago fica sem fundo… não senti nada disso. Senti muito orgulho de mim. Engordei apenas 8 kilos. Comia de 3 em 3 horas e fiquei louquinha por frutas, verduras, legumes, comidas saudáveis, sem gordura ou óleo.

Chocolate? Nem fez falta.

Pensei: – que maravilha, servirei de exemplo para minha filha!

Depois me falaram: – assim que a Júlia nascer você vai emagrecer super rápido. Se estiver amamentando, então…

Mas euzinha aqui inverti tudo. Não sei se foram os hormônios ou sei lá o quê! Só sei que a Jú nasceu e nas primeiras semanas continuei comendo direitinho – bem mocinha – mas os dias foram passando… e a vontade de comer mais e mais e mais foi aumentando… por exemplo:

Chocolate? 

É pior que desejo de grávida. Assim que lembro que um chocolate existe (ou qualquer derivado seu) eu desejo muito muito muito comê-lo – pode rir. E os deliciosos pães de trigo, bem quentinhos… hmmmmm… 

Verduras, frutas e legumes? Não faz falta, mas eu dou uma forçadinha… (aaa… graças a Deus a Júlia não tem cólica)

Ou seja, em relação à alimentação eu não sirvo de exemplo pra ninguém. Nem pras mamães, nem pros filhinhos. Perdi uns kilinhos quando a Jú nasceu, mas recuperei rapidinho. Estou muuuuito gulosa!!!

Vou ter que treinar e voltar à minha alimentação “gestacional” antes que a Júlia conheça minhas predileções alimentares.

Pois é mamães, pena que a desculpa para comer em dobro só vale na gestação hehehehe

Comam bem. Mas não exagerem tá!

beijocas bem gulosas

%d blogueiros gostam disto: